Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



TEMPLO CENTENÁRIO CONSTRUÍDO NO SÉCULO XVIII, mais precisamente, no ano de 1.894 pelo então proprietário das Fazendas Cangaty e Lages: Coronel Clementino de Holanda, que também foi o construtor do Cemitério de Cangaty às márgens do Rio Choró e, até o fim do 1º decênio do século passado, era cercado de arame. A Paróquia de São José, Integrava sucessivamente as paróquias de Baturité e Capistrano, sob a tutela espiscopal da arquidiocese de Fortaleza. Até agosto de 2.007 pertencia à paróquia de Itapiúna. No dia 09 de setembro do mesmo ano, aconteceu a esperada emancipação eclesiástica, trazendo muitas alegrias a comunidade católica do distrito e fortalecendo a fé dos fiéis. Hoje, subordina-se a diocese de Quixadá. Quando freguesia de Baturité, contou nossa capela, dentre outros, com assistência dos seguintes vigários: Pe. Manuel Cândido dos Santos, Pe. José Coelho da Rocha, Pe. José dos Reis, Pe. Nelson Nogueira Mota, Pe. Manuel Ferreira Gomes, Pe. Paulo Ferreira de Almeida, Pe. Giovane de Castro Sabóia e Pe. Miguel. Para não cometer injustiça, pois é possível esquecer-me algum nome, quero citar um dos últimos que marcou muito, pelos relevantes serviços prestados à comunidade, em nome dos demais que fizeram histórias nas páginas da fé da comunidade católica: cito o Pe. Eudásio Nobre da Silveira, ainda muito querido por seguidores ou não, da doutrina católica em Caio Prado. Agora, Paróquia, cito respeitosamente seu 1º Pároco: Luciano Vieira Limaverde Costa, que vem desenvolvendo de acordo com a doutrina da Igreja, um belo trabalho na comunidade. Pe. Luciano, como é conhecido, tem cultivado e semeado uma cultura de paz, tendo reconquistado o número de fiéis, inclusive aqueles que estavam um pouco afastado. Na força da sua sábia juventude, criou o Terço dos Homens, que acontece semanalmente toda segunda-feira às 19h00., com  participação, em média de 150 fiéis. Sempre acompanhado com músicos da terra, tem atraído seguidores de outras comunidades! Toda sexta e domingo, acontece a santa missa, também as 19h00. De forma que, os trabalhos da Igreja Católica, tem atraído: Crianças, adolescentes, jovens e as pessoas da melhor idade. O padroeiro da cidade é o Santo, carpinteiro e pai adotivo de Nosso Senhor Jesus Cristo: São José. Os festejos alusivos ao santo, acontecem duas vezes por ano: Março e Setembro. Como sempre, a cidade é muito visitada pelos féis. Nessas tradicionais datas, acontecem reencontros de filhos e amigos de Caio Prado, independentemente do crédulo religioso! (Obs.: A estátua do padroeiro São José, não é a primeira, o vulto anterior, doado pelo Coronel Clementino de Holanda, foi levada por Monsenhor Manuel Cândido, para a capela do Candéia, em Baturité. A presente imagem, muito maior que a primeira, foi uma oferta da família de José Bruno Menescal, o quarto proprietário da fazenda.)    Por Luiz Everardo Bezerra Lopes, (pesquisa feita nos arquivos da Professora Alaíde Bezerra Lopes e Luiz Bezerra)..

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:47


Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D